Dan Pink

Autonomia, domínio e propósito: alicerces da motivação

Daniel Pink é um dos gurus mundiais sobre comportamento humano. Ano passado ele estreou nos Estados Unidos uma série que mostra alguns experimentos sobre motivação e como as pessoas fazem suas escolhas involuntariamente muitas vezes. O nome da série é Crowd Control e estreiou no Brasil como “Repense sua Rotina” e mostra algumas experiências com gamificação inclusive.

Mas ele já fala sobre isso há muito mais tempo. Neste TED de 2009, além de falar sobre recompensa, motivação e o impacto disso no desempenho das pessoas, ele comenta sobre três pilares para trabalharmos a motivação intrínseca:

Autonomia

As pessoas, especialmente os jovens, querem liberdade para resolver seus problemas sozinhos, para pensar em novas soluções. E as empresas, de modo geral, não deixam seus funcionários à vontade para experimentar e tentar outros caminhos. Como Pink diz em sua palestra, o Google há algum tempo cede 20% do dia de seus funcionários para trabalharem no que quiserem. O resultado é que alguns de seus melhores produtos nascem de ideias geradas neste período de “folga”…

Domínio

A vontade de realizar uma tarefa cada vez melhor e de forma mais eficiente é um motivador forte para as pessoas. Um estudo publicado na Harvard Business Review que afirma que perceber o progresso em direção a um objetivo significativo, é o motivador mais forte para os funcionários. Mais que dinheiro e mais que reconhecimento social.

Propósito

Nos games é o famoso Epic Win. É o sentimento de fazer parte de algo maior que nós mesmos. Várias ONG’s pelo mundo já entenderam e utilizam isso como o grande motivador para suas causas.

 

Assista o vídeo porque o Dan Pink está ótimo nesta palestra, aperte o play e aproveite estes 15 minutinhos… 😉