Comunicação e gamificação

Comunicação é o que o seu interlocutor entende e não o que você diz à ele.

Você já deve ter ouvido esta frase por aí. Antes de entrar no Destiny e sem muitas teorias e academicismos, tentarei explicar a frase e sua relação com a gamificação neste artigo…

O processo de comunicação se inicia em sua cabeça, com você querendo passar uma ideia ou informação para outra pessoa. Para isso você se utiliza de figuras, palavras e/ou ícones que você conhece e, ao se comunicar, você espera (ou torce às vezes) que a outra pessoa tenha este mesmo repertório que você para entender a informação passada. Ou seja, quanto maior o seu repertório, maior a probabilidade de você escolher os signos corretos para o seu interlocutor entender a sua mensagem.

Keaton White, fala sobre a importância da comunicação para o sucesso ou fracasso de um projeto neste post no Gamasutra. Lá ele lista 4 pontos para melhorar a comunicação nas empresas. No artigo, White mostra que para uma boa comunicação é necessário que os membros da equipe se conheçam minimamente bem e dominem o assunto e os processos para a execução de um projeto. Outro ponto importante que ele destaca é dispor de uma ou duas pessoas para centralizar as informações e estimular a comunicação entre todos os membros da equipe.

destiny-teamAinda sobre comunicação, outra boa reflexão foi em uma chamada do Barry Kibrick para seu programa “Between the lines” da PBS. Ele fala sobre a gamificação e vislumbra os jogos como uma forma de arte e educação do nosso século. No texto ele cita o Destiny – também falamos dele aqui – onde existem algumas fases que a comunicação entre os membros do time é essencial para se chegar aos níveis mais altos. É necessário um trabalho em equipe para se organizarem em pontos estratégicos do mapa, uma ação coordenada onde um membro cuida de inimigos mais fracos e outros bombardeiam o inimigo mais poderoso. Uma aula prática de comunicação e organização em equipe.

O poder dos games de engajar as pessoas faz com que elas queiram conhecer minimamente bem o assunto (o jogo) em que estão inseridos. As pessoas começam a desenvolver conexões emocionais descobrindo interesses comuns, mesmo quando é a primeira vez que estão jogando juntas.  Então, naturalmente, o time elege um membro que vai centralizar as informações e organizar a equipe para missão. O resultado é que a comunicação entre os jogadores é ágil e a missão é realizada de forma rápida, com as falhas sendo corrigidas rapidamente porque são percebidas assim que acontecem. Não é música para os ouvidos de um gestor de equipes? 😉

Concluindo então o óbvio: priorizar a comunicação na sua empresa é importante. É um modo de eliminar qualquer distração ou mal entendido entre as equipes e seus membros nos projetos da empresa. E ao utilizarmos o engajamento e a motivação dos games, podemos ter na gamificação um atalho e uma a grande aliada para garantir que todos os colaboradores dominem suas missões, se conheçam e tornem a comunicação bem mais ágil na sua empresa.

Quer saber mais? Fale com a gente! 🙂