Gamificação para aprender com os erros

Gamificação para aprender com os erros

A gamificação já não é mais um bicho de sete cabeças para muitas empresas. Não que todas elas já tenham implementado algum tipo de gamificação, mas muitas já ouviram falar do assunto e estão pesquisando a respeito. Algumas inclusive já testaram com resultados bem bacanas! O fato é que a gamificação figura hoje como uma das grandes oportunidades para 2015 no meio corporativo como solução para engajar mais e melhor os funcionários.

E um dos grandes benefícios que a gamificação traz é nos fazer encarar o erro com muito mais naturalidade, como um aprendizado mesmo. Em qualquer game, quando você falha em uma missão, a reação mais comum é pensar no que ocorreu para evitar o cometer o mesmo erro novamente – e tentar a missão de novo.

Por que não pode ser assim nas empresas também? As organizações tendem a punir o erro do funcionário com broncas e esculachos – públicos às vezes – causando um medo exagerado de cometer erros que contamina toda a empresa. São com os erros que aprendemos e enxergamos o que deve ser melhorado, não com o sucesso.

Rick Delgado escreveu sobre este assunto no SmartData Collective e contou sobre uma experiência que a DirecTV passou por lá. Alguns projetos na área de TI estavam abaixo do esperado e resolveram então investigar para descobrir as falhas no processo. A ideia era criar uma discussão sadia em cima das falhas e enxergar os pontos que poderiam ser melhorados. Criaram então alguns vídeos sobre os erros encontrados e montaram uma plataforma onde todos os funcionários poderiam discutir sobre isto. Mas não foi suficiente para engajar as pessoas.

Decidiram então fomentar a produção de vídeos caseiros dos próprios funcionários comentando aquelas falhas e indicando onde e o quê poderia ser melhorado. E aí entrou a gamificação. Eles reconheciam os que mais contribuíam com a plataforma através de um sistema de pontos e badges que eram utilizados como insumos para premiar os funcionários mais tarde.

O resultado foi um engajamento de 97% da equipe, com a grande maioria elogiando a plataforma e a ação da empresa.

É claro que nenhum funcionário gosta de errar! Muitas vezes até exagera em alguns pontos no planejamento de um projeto justamente para evitar possíveis erros. Mas uma equipe eficiente precisa correr riscos algumas vezes e a gamificação pode ajudar aliviando este temor exagerado e aumentando bastante a autoconfiança da equipe e da empresa.

E como são tratados os erros aí na sua empresa? Conta pra gente! 😉