Inovar é criar conexões

idea

Uma das áreas que mais ganhou importância dentro das empresas nos últimos anos é a gestão da inovação. Mas estruturar a área dentro da empresa significa que ela está funcionando?

Precisamos criar as condições para a inovação acontecer. Equipes especializadas e focadas em inovar e precisamos gerenciar essa equipe para permitir que ela tenha a liberdade necessária para pirar e as rédeas necessárias para não viajar muito. Inovar por inovar não é suficiente, precisamos gerar receita com essa inovação.

Aí ferrou. A inovação não é uma coisa que acontece simplesmente? Algo inesperado que revoluciona o modo como agimos, trabalhamos, pensamos? Podemos planejar a inovação então? Parece que sim, pelo menos os grandes gurus por aí estão dizendo. E tem receita pra isso, na verdade gostamos delas. Fica mais fácil estruturar e montar equipes assim.

E a inovação tem prazo de validade? Quero dizer, ou ela acontece rápido ou está fadada a ser passada pra trás por outra inovação? Ainda, se é difícil prever quando uma inovação vai acontecer, então vale a pena criar essa estrutura? O Post It da 3M surgiu por acidente enquanto o James Cameron teve que esperar 20 anos pra ter a tecnologia necessária e inovar no cinema com o Avatar.

O que dá pra afirmar é que é difícil inovar com 6 bilhões de pessoas (e subindo forte) no mundo. É impossível que alguém faça algo completamente novo. Precisamos simplificar a visão das coisas e tentar estabelecer relações entre elas.

Sua empresa está cheia de informações que podem ser conectadas. A inovação só vai depender de quantas e, mais importante, quais conexões você consegue fazer.