Veja 6 dicas para a gamificação do seu CRM

crm

 

Uma das áreas mais propícias para a gamificação, e talvez mais importante para as empresas, é sem dúvida a área de vendas.

Normalmente, esta é uma área formada por equipe de pessoas que estão sempre na correria, marcando reuniões e fechando contratos. Elas estão bem pouco interessadas em atualizar status e preencher dados em uma ferramenta de gestão ou pipeline de vendas (CRM).

Por outro lado, é imprescindível que estes dados estejam atualizados e precisos. Serão com eles que os gestores basearão suas decisões, previsões de investimentos e planos de ação.

Então como engajar os vendedores em uma ferramenta tão importante para a empresa?

Gal Rimon escreveu sobre isso e listou alguns pontos de atenção quando aliamos a gamificação com o CRM de uma empresa, veja só:

1. Atenção com pequenas ações!

Inserir mais informações sobre o cliente, atualizar uma oportunidade que foi perdida… São estas pequenas atitudes que, incentivadas com a gamificação, vão melhorar e agilizar a qualidade da informação para os gestores de venda. Mas atenção: este processo não está ligado à competição, se trata da sensação de prazer ao realizar estas pequenas ações. O seu sistema de reconhecimento deve ser em cima disto.

2. Cuidado com ranking…

Ranquear as pessoas é só uma das várias mecânicas que os games oferecem. Pode ser bacana para incentivar quem está na frente – os melhores vendedores – mas pode desencorajar o resto da equipe. Um sistema de ranking deve ser focado sempre no objetivo final: vender. Não vai funcionar para outras ações importantes nas quais você quer engajar sua equipe.

3. Comunicação!

Um dos grandes benefícios da gamificação é o incentivo da comunicação entre as equipes – já falamos disto. É um modo rápido, simples e mais divertido de deixar claro para as pessoas os objetivos da empresa e o que fazer para atingi-los.

4. Aprenda!

Perder um item, descer um nível, deixar de completar uma missão não são necessariamente derrotas quando estamos em uma experiência gamificada. O que você deve fazer é prestar atenção nestes momentos e utilizá-los como insumos para agir rapidamente, identificando pontos para aplicar um treinamento por exemplo.

5. Bons hábitos.

Pense no conceito de Karma. Ao invés de tratar seus vendedores como criaturas hiper competitivas e sem coração, ache um modo de recompensá-los por contribuir com o sucesso uns dos outros, aumentando seu próprio “karma“. Você vai se surpreender com alguns hábitos que irão mudar…

Rush

6. Evite os indicadores bonitinhos.

Faça o que fizer em sua estratégia, tenha como foco sempre o comportamento que você quer incentivar e as metas do negócio. Não utilize um indicador da operação só porque é um número bacana. Vai ficar bom no relatório mas pouco importa para o objetivo da empresa.

Por fim, tudo vai depender de uma imersão para entender como é sua operação e o perfil da sua equipe. Mas tenho certeza que com isto em mente e um ambiente propício para se aplicar a gamificação, você terá muito mais qualidade nas informações para vender cada vez mais e melhor!

E se precisar de uma ajuda é só entrar em contato! =)