Você consegue ficar 10 minutos sem mexer no celular?

Unicef Tap ProjectDesde 2007, a UNICEF ajuda levar água limpa às crianças carentes do mundo todo. Este ano o UNICEF Tap Project pede a sua ajuda em um desafio que toca num ponto de discussão já há algum tempo na nossa sociedade: você consegue ficar 10 minutos sem mexer no seu celular?

Para cada 10 minutos que você deixar essa máquina do inferno quieta, os patrocinadores e doadores da entidade farão uma doação proporcional ao tempo que você ficou longe do dito cujo…

Às vezes não conseguimos ficar mais do que alguns minutos sem checar alguma coisa no celular. Imagine o que é ficar dias – ou meses – sem água potável – Caryl Stern, CEO do United States Fund para o UNICEF

 

Funciona assim: você acessa o site do projeto (tap.unicefusa.org), clica no botão para começar a contar o tempo e deixa seu celular quietinho. Enquanto o tempo vai passando, você pode ler os dados sobre o projeto, mensagens de incentivo (“enquanto estão sendo postadas 135 fotos de gatos no Instagram você está dando um copo de água potável para quem precisa”, por exemplo) e dados de quem está participando junto com recordes (o de hoje estava em 230 minutos!).

Depois que terminar os 10 minutos – ou mais se você conseguir – você pode compartilhar seus resultados nas redes sociais e chamar mais gente pro jejum.

E de onde vem o dinheiro? O patrocinador do projeto, Giorgio Armani através do Acqua for life, vai doar um dia de água potável para uma criança para cada pessoa que ficar 10 minutos sem o celular até um teto de 75 mil dólares. De acordo com a UNICEF, com apenas um dólar uma criança recebe água por 40 dias. Com o teto atingido serão 75mil crianças que terão água por pelo menos 40 dias. Ou 7 mil crianças com água por mais de um ano! =)

O objetivo da campanha é claro: mostrar o quanto estamos ficando conectados com nossos gadgets e nos desconectando de um mundo que pra ficar bacana talvez só esteja precisando de uma forcinha nossa…

Está muito claro que nossas vidas ficarão cada vez mais envolvidas pela gamificação, não só na escola, na saúde ou nas empresas: a qualquer momento você pode topar um desafio proposto e se sentir recompensado por isso.

Ou você não fica feliz com a ideia de um mundo com água potável para todas as crianças? 😉